Propostas querem impedir progressão de presos em razão da Pandemia da Covid-19

Geraldo Bubniak/Agência de Notícias do Paraná
Segurança - presídio - sistema carcerário penitenciárias prisões presos agentes penitenciários
CNJ aconselhou magistrados a reavaliarem execução de penas

Propostas em tramitação na Câmara dos Deputados buscam impedir a progressão penal de presos motivada pelos efeitos da pandemia de Covid-19 no Brasil. Os autores entendem que a libertação de condenados coloca em risco a segurança da população em geral.

O Projeto de Lei 1331/20, deputado Sanderson (PSL-RS), proíbe a concessão de liberdade provisória ou de prisão domiciliar em virtude da pandemia. O texto altera o Código de Processo Penal e se aplica também ao menor de idade internado em estabelecimentos penais ou socioeducativos.

Segundo o texto, presos ou internos diagnosticados com Covid-19 deverão ser tratados, preferencialmente, em instalações hospitalares ou ambulatoriais do próprio sistema prisional.

Recomendação do CNJ
Já Projeto de Decreto Legislativo 135/20 anula parcialmente a recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que aconselha tribunais e magistrados a reavaliarem a execução de prisões e de medidas socioeducativas durante a pandemia de Covid-19.  A proposta é assinada por vários deputados no Novo.

Na prática, a Recomendação 62/20, do CNJ, sugere a transferência de presos e internos para regimes de cumprimento de pena menos rígidos (semi-aberto, aberto, domiciliar), sobretudo quando envolver grávida, lactante, idoso, indígena ou pessoas responsáveis por menor ou por pessoa com deficiência. Nos casos de crimes praticados sem violência ou grave ameaça à pessoa, a recomendação considera a hipótese de concessão de liberdade provisória.

Fonte: CÂMARA DOS DEPUTADOS

Use o Facebook para comentar e divulgar

Comentário

Deixe uma resposta