Presidente da CPMI das Fake News aguarda decisão do STF sobre prorrogação

O presidente da CPI Mista das Fake News, senador Angelo Coronel (PSD-BA), afirmou nesta quarta-feira (22) que reitera que a decisão de prorrogar as investigações foi tomada pelo Congresso Nacional. O senador enfatizou ainda que vai aguardar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a ação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) que pede a suspensão da prorrogação da CPI.

Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Ordem do dia para votação de propostas. Dep. Eduardo Bolsonaro (PSL - SP)
Eduardo Bolsonaro pede a suspensão da prorrogação da CPI

“A prorrogação foi uma decisão do Congresso Nacional e a ele, como presidente do colegiado, cabe apenas acatar a decisão que for tomada pela Suprema Corte”, diz em nota divulgada pela assessoria de imprensa.

As atividades da CPI, instalada em setembro, terminariam no dia 14 de abril. Porém, os parlamentares decidiram prorrogar os trabalhos por mais 180 dias. O requerimento contou com 34 assinaturas de senadores e 209 de deputados. Uma CPI pode ser ter seu prazo estendido a pedido de 27 senadores e 171 deputados.

Eduardo Bolsonaro protocolou mandado de segurança no STF na segunda-feira (20) para anular a prorrogação. Na ação, ele alega que a CPI tem se prestado a perseguir os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. O ministro Gilmar Mendes foi o sorteado para analisar o pedido.

Fonte: CÂMARA DOS DEPUTADOS

Use o Facebook para comentar e divulgar

Comentário

Deixe uma resposta